ArquivoAntigo

Procure '

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

“Choro em filmes com cachorros, cortando cebola, quando estou com sono, quando rio muito, quando algo cai no meu olho, quando a luz é forte, quando coloco colírio ou quando ouço uma história triste. Menos por amor. Por amor não.”
Postar um comentário